quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Mudou-se...

Imagem da internet





Bocas seladas

Não rabiscam promessas

Cartas rasgadas

Não trouxeram beijos


Eu me correspondo com a ausência


(Wania)








24 comentários:

  1. Sempre maravilhosas inspírações!beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Chica!


    Bj grande e bom restinho de semana!

    ResponderExcluir
  3. Oi. O seu blog é encantador, voltarei sempre. Bjs!

    ResponderExcluir
  4. sou Myra a Anonima
    "corresponder com a ausencia" sim, minha querida e linda Wania, eu so faço isto desde mto tempo...
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Como diriam em tua terra:

    Bah! Dizes da abstinência de um sentimento com poucas versos e uma talagada de silêncio a selar a ausência. E dizes com lirismo da palavra que se cala e da espera que grita.

    Lindo, Wania.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Essas ausências tão presentes em nós...

    Meus passos ainda estão lentos pela blogosfera, mas sempre que posso, estou aqui lendo e admirando as suas postagens.

    Um beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  7. Wânia de quem as palavras têm inveja porque as entende melhor que elas próprias. Belo poema, mais um! Girassóis nos seus dias. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Lorsqu'on comprend l'es(sens)e l'absence, c'est déjà pas mal.

    Bon w-e, Wania, biz.

    ResponderExcluir
  9. QUANTO LIRISMO, minha guria linda!

    Se for por falta, me fale que te escrevo, telefono , mando beijos etc...

    Te adoro!

    Beijos

    Mirze

    ResponderExcluir
  10. que lindo Wania...esse diálogo interior

    ResponderExcluir
  11. Olá! Boa noite!
    Lindo! Pequeno, mas lindo!
    Bom domingo!

    ResponderExcluir
  12. Bem vinda, Louise!


    Agradeço as palavras carinhosas a respeito do meu cantinho! Volte sempre, será um prazer te receber por aqui.



    Bj grande

    ResponderExcluir
  13. Myra...


    Isso não é nada bom, minha amiga!
    Vazios devem ser preenchidos...


    Bjão, minha florzinha querida!

    ResponderExcluir
  14. Celso


    Tu és um GURI dos bons! Tuas palavras sempre (me) acertam o alvo! É TRI bom te ler!



    Bj dos pampas! ;)))))

    ResponderExcluir
  15. Tatiana


    Essas ausências tão presentes em nós...

    Falou e disse tudo, amiga!



    Obrigada por vir e comentar.

    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Celina querida!



    Ultimamente, as palavras andam passando meio longe de mim... acho que estão dando um tempo na relação... rsrsrsrs!


    Obrigada pelo carinho abundante, tuas palavras me regam!


    Bjs ensolarados.

    ResponderExcluir
  17. André,


    D'accord, mon ami... mais l'absence pour long temps fait mal! Tout "les mots" sont perdues! :(



    Bon dimanche!
    Gros bisou.

    ResponderExcluir
  18. Mirze querida!


    Eu sei que estás sempre presente e agradeço a companhia incentivadora de todas as horas!


    Beijos com CEP! ;)

    ResponderExcluir
  19. Adriana,


    Diálogo interior: desse, as cartas nunca voltam sem resposta! ;)



    Bjks, minha querida amiga!

    ResponderExcluir
  20. Nelson,


    És um ausente, presente! ;))




    Bjs da matéria perdida!

    * vou te emprestar os meus cadernos... rsrsrs!

    ResponderExcluir
  21. Bem vindo Felis Junior,


    Obrigada pelas palavras, fico feliz em saber!
    Volte sempre, porta sempre aberta pra ti por aqui.


    Bjinho

    ResponderExcluir
  22. Por isso, presenças, são presentes...
    :D

    bjs, minha linda.
    Rossana

    ResponderExcluir

"Uma palavra caída
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
e une as terras mais distantes..."
(Cecília Meireles)

Que bons ventos te tragam mais vezes!