segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Punhais...

A voz do vento lhe cortou a alma

Sangrou sozinha

Chorou sozinha


Às vezes, as lembranças são afiadas!

(Wania)

16 comentários:

  1. Nossa que marcante!
    Não tirarei essa da mente tão cedo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Quell, as lembranças às vezes doem!

    Bom te ver aqui...

    Bjinho e boa semana pra ti!

    ResponderExcluir
  3. Pri...

    Infelizmente, algumas nunca perdem o fio!


    Obrigada por vir aqui,
    Bjão carinhoso pra ti!

    ResponderExcluir
  4. Prefiro cortes de bisturi Wania!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Toda vida, Tonho...tem anestesia...rsrsrs!

    As lembranças cortam a seco!!!!

    Bjão

    ResponderExcluir
  6. Uau! Gosto demais de sentimento transformado em palavras fortes.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Direto e intenso!
    Pungente!
    Beijos Tempestuosos!

    ResponderExcluir
  8. Oooiiii, Cris!
    Que bom ouvir isso, eu tb gosto!
    Fico feliz com a tua visita... essa amizade parece que vai dar das boas!!!

    Bjão, querida!
    Boa semana

    ResponderExcluir
  9. É isso aí mesmo, Lê... um golpe de punhal!

    Bjão, amiga!
    Que o teu trabalho flua bem esta semana!

    ResponderExcluir
  10. Wania,
    algumas dileceram, eu diria.Você é ótima...

    ResponderExcluir
  11. Adriana...
    Não sabe como as tuas palavras me deixam contente. Receber este elogio de ti que escreve com tanta propriedade e beleza, tem um valor inestimado pra mim.
    É um sopro de vida nas minhas palavras!

    Agradeço do fundo do coração o carinho recebido de ti!

    Bjão

    PS: tenho acompanhado teu blog faz algum tempinho (te conheci lá nos comentários do Bar do Bardo), mas fico meio sem jeito de comentar perto de tanta gente "fera" na escrita, mas nem por isso deixo de apreciar o que tu e as outras meninas do time escrevem. Gosto muuuuuito, cada uma no seu estilo, sempre um aprendizado pra quem está começando! Vou chegar mais...

    ResponderExcluir
  12. Se são...

    Obrigada pela visita!

    Bjs

    ResponderExcluir

"Uma palavra caída
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
e une as terras mais distantes..."
(Cecília Meireles)

Que bons ventos te tragam mais vezes!