sexta-feira, 11 de março de 2011

Santa Ceia...

Imagem: “Bloody Red” by Sinead00




Eu não sou santa

E meu verso não é pagão

Vinho tinto de sangue

Palavra multiplicada em pão


(Wania)





23 comentários:

  1. Seria o milagre do amor?
    Lindo poema, amiga querida,

    Ainda bem que a minha santidade fugiu de mim anos atrás. :))

    Tenha um delicioso fim de semana,
    Super carinhosos beijos,
    Regina d´Ávila.

    ResponderExcluir
  2. e é vinho
    esse sangrar sozinho
    e nascaminhadas humanas
    sou espécie profana
    mundana
    e não minto
    a santidade
    dos desejos meus.
    Abraços, flores e estrelas...

    ResponderExcluir
  3. achei otimo que em vez de por "em vao " colocou " em pao"!!!!
    beijos, minha linda Wania

    ResponderExcluir
  4. Peço licença para entrar em seu espaço,
    e deixar um recado igual para todos os que considero.
    A Blogosfera é um paraíso literário.
    Aqui encontramos pessoas com dons maravilhosos!
    Eu tive muita sorte... Nesses caminhos eu encontrei você!
    Obrigada por fazer parte da minha vida.
    Um beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  5. quando a palavra é pão, alimenta nosso ser. o poeta é santo!

    ResponderExcluir
  6. Fiquei intrigada com o seu verso. Essas questões religiosas sempre me atordoam.rs
    bacio

    Ps. eu sempre penso no que está por trás da idéia. Não tem jeito. rs

    ResponderExcluir
  7. e a minha sede por sua poesia sempre se multiplicando :)

    beijos,

    G.

    ResponderExcluir
  8. ... nem santa, nem profana, ou as duas em poesia que nos embriaga e sacia a fome do coração.

    tenho um dilema de minha musa ser a poesia.

    bjs de sangue rsrs
    ns

    ResponderExcluir
  9. Oi querida amiga,

    sua habilidade com jogo de palavras e metáforas é sua marca na poesia... Amo " te ler"... Versos notáveis ! Beijoca com saudades.

    ResponderExcluir
  10. Eu tb nao sou santa, ou será que em alguns casos todas nós somos santas? rs.

    Bjao

    ResponderExcluir
  11. Regina

    Nem tanto ao Céu... nem tanto a Terra! ;))))



    Lindo domingo pra ti,
    Bjão e obrigada por vir

    ResponderExcluir
  12. Sam


    Obrigada pela poesia, muito bonita!



    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Myra

    A palavra nunca é em vão... extremamente poderosa na mesma velocidade que constrói pode destruir.
    Á mim, elas servem de alimento!


    Bjão, minha flor

    ResponderExcluir
  14. Tatiana

    Obrigada pelo carinho, com certeza esta "troca" virtual tb me alimenta!


    Bj grande

    ResponderExcluir
  15. Ribeiro


    ... e a inspiração é o pecado!
    AMÉM!!!!!


    Bjão, meu querido

    ResponderExcluir
  16. Aaahhh, Lunna querida


    A Sacristia e seus segredos...rsrsrs!
    Eu sou muuuito curiosa e os bastidores da poesia tb me fascinam...


    Espie à vontade, hoje a porta está encostada ;)

    Bjs sherlockianos ;))))))))

    ResponderExcluir
  17. Tonho

    Tem xão e chão... e nem todo "calor" é infernal...rsrsrs!



    Bjinhos abençoados ;))))

    ResponderExcluir
  18. Gê, querido


    Que seja sempre fonte para você voltar sempre...


    Bacio... de Trevi ;))))

    ResponderExcluir
  19. Nelson querido


    As duas... em poesia, percorrendo o céu e o inferno! ;)))))



    Bjs divinais
    PS: a poesia é uma bela musa!

    ResponderExcluir
  20. Ooooiiii Úrsula, minha amiga querida



    Que delícia te ver por aqui!
    Agradeço sempre este teu olhar tão detalhista e este teu carinho tão abrangente.


    Bj imeeenso.
    PS: a recíproca é mais que verdadeira, sempre!

    ResponderExcluir
  21. Georgia,


    Às vezes, a auréola vai parar em outros lugares... rsrsrssrs, mas brilha sempre!!!!!!



    Bom te ver de volta, imagino que a viagem deve ter sido boa, ainda mais para comemorar uma data tão significativa e em família. Mereces, com certeza!

    Bj grande, amiga querida!

    ResponderExcluir
  22. Lindíssima inspiração!beijos, linda semana,chica

    ResponderExcluir

"Uma palavra caída
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
e une as terras mais distantes..."
(Cecília Meireles)

Que bons ventos te tragam mais vezes!