sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Fitinha mimosa...




Imagem da internet





Na hora do sexo

Não faço fita

Ele laço

Eu tope


(Wania)




 







21 comentários:

  1. oi Wania,

    perfeito enlaço,
    dois corpos,
    e um único
    abraço...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  2. MYRA, Anonima, mas gosto de comentarios, igual:))))
    esta fita vai atrapalhar:))))))
    amo-te!
    beijinhos

    ResponderExcluir
  3. tem horas que a fita é o que menos importa. um poema sem laços.
    bj, Wania!

    ResponderExcluir
  4. sempre lucro passando por aqui.
    gosto disso.

    ResponderExcluir
  5. Lindo, Wania!

    É o laço que chama ao abraço e acende o lume do beijo e.......

    Beijos poetisa!

    Mirze

    ResponderExcluir
  6. Simples, pratico, verdadeiro.
    Que bom que vc é uma mulher assim!

    Beijos.

    ResponderExcluir



  7. Se o laço é bem feito, o enlace é perfeito! ;)



    Bjão, amiga!

    ResponderExcluir
  8. Myra Amadica


    Nããão atrapalha, não, se desfaz rapidinho!!! Um topinho, uma fitinha, uma rendinha sempre alegra os olhos e desperta os sentidos...de quem vê ;))))))



    Te adoro tb, minha querida!

    ResponderExcluir
  9. Com certeza, Ribeiro...
    o arremate é outro! ;)



    Bj grande

    ResponderExcluir
  10. Aline querida!!!

    A recíproca é mais que verdadeira!



    Bjssssss

    ResponderExcluir
  11. Mirze

    Despois que começa, esta fitinha vai loooonge...rsrsrs! Ainda bem! ;)



    Obrigada pelas palavras,
    Bjão carinhoso pra ti, minha amiga!

    ResponderExcluir
  12. Sylvio


    ... os nós sufocam!


    Bj grande, meu amigo!

    ResponderExcluir
  13. Gê querido

    Gosto muito quando me gostas! :)



    Bjks

    ResponderExcluir
  14. Uau amiga, sensualidade á flor da pele e da alma... Na fase me que estou (apaixonada), este poemeto encheu meus olhos e coração... Love is in the air como disse nossa amiga Daniela " Do lado de cá ".... Beijão.

    ResponderExcluir


  15. "Fito de fato um ENLACE...!"

    :o)

    ResponderExcluir
  16. feliz daquele, waninha...

    feliz daquele...


    belo trocadilho!


    um beijo.

    ResponderExcluir

"Uma palavra caída
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
e une as terras mais distantes..."
(Cecília Meireles)

Que bons ventos te tragam mais vezes!