sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Sozinha...

Imagem - Tumblr




Ela tinha uma caixinha de música

costurada dentro do peito

que tocava,

tocava,

tocava...

Só enxergou o Amor atravessando a rua

quando a corda quebrou


[olhos de silêncio nunca lhe caíram bem]


(Wania)








24 comentários:

  1. sempre Myra como Anonima...acho que é agora meu destino tanto aqui nos blogs, como na minha vida...bem mas eu nao vim aqui para falar de mim, mas te dizer que amo tuas simles e profundas palavras e seu ritmo!
    beijos muitos beijos

    ResponderExcluir
  2. DIA 9 próximo vamos promover uma COLETIVA em homenagem a ROLANDO PALMA, nosso companheiro do ENTREMARES, e TERTÚLIA VIRTUAL. Participe e divulgue. Mais detalhes na Central de Relacionamento da TERTÚLIA VIRTUAL

    http://tervirtual.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. os olhos gritam guria, se gritam.
    o amor não segue o compasso...

    beijão!

    ResponderExcluir
  4. Olá :)
    Lindo texto apesar de triste.
    Solidão é algo que eu não aceito(ou não deveria) facilmente >.<

    Beijos e tenha um ótimo fim de semana
    ....................
    RIMAS DO PRETO

    ResponderExcluir
  5. Wânia, lembro de um poema meu para conversar com este momento de teu poemar..

    O silêncio atravessa o tempo
    não sente

    ensina
    refina
    pressente
    borbulha

    No ar
    está um raro efeito

    O amor atravessa o tempo

    ...mesmo que a corda arrebente, levamos a cordão no coração e um beijo e um ótimo final de semana.

    Carmen.

    ResponderExcluir
  6. Menina no Sotão disse:


    Mas ao menos ela atravessou a rua, há pessoas que nunca o fazem. rs

    bacio



    OBS: Lunna querida, por pura babaquice, apaguei teu comentário quando fui publicá-lo pelo meu iphone, sorry!

    ResponderExcluir
  7. [tão grande o silêncio, tanto maior o dessa melodia quebrada, guardada por solidão]

    um imenso abraço, Wania

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  8. É preciso atravessar a rua,
    só,
    e tentar captar a linguagem do silêncio...

    Lindo!

    Beijos, Wania!

    ResponderExcluir
  9. Não sei bem o quis dizer, mas a imagem de uma caixinha de música costurada dentro do peito é mágica.

    Bjs grandes, amiga.
    Rossana

    ResponderExcluir
  10. Chica querida!

    Sempre que tu vens aqui, eu vejo um SOL! :)
    Tuas palavras sempre me iluminam, obrigada!

    Bjks

    ResponderExcluir
  11. Myra,

    Quem brilha através da arte nunca vive no anonimato! Te sinto muito viva e presente no meu coração, amiga querida!


    Obrigada pelo sempre,
    Bjão!

    ResponderExcluir
  12. Eduardo

    Eu fiquei pasma quando li sobre o Rolando no blog da Lis, até então, não sabia de nada. Achei linda a tua iniciativa, mas não sei se consigo postar alguma coisa, essa notícia me abalou tanto. Vou ver como fico até lá, mas os tenho envolvido em muita LUZ!
    Lembro-me, nestes momentos de dor, de "Pegadas na Areia" e acho que me conforta, por hora, saber disso. Deus nunca desampara!


    Bj grande, meu querido!

    ResponderExcluir
  13. É verdade, Fouad!

    A gente, às vezes, é que não escuta!



    Bom te ver aqui,
    Bjsssssssssss

    ResponderExcluir
  14. Sandro

    Sabe que eu tb não aceito, acho um desperdício de Vida! Tantos querendo um carinho..., mas C'est la vie!


    Obrigada por vir,
    Bj grande

    ResponderExcluir
  15. Carmen

    Gosto deste nosso conVERSAR!

    O silêncio atravessa o tempo
    não sente

    ensina
    refina
    pressente
    borbulha

    No ar
    está um raro efeito

    O amor atravessa o tempo



    ... e sempre há tempo para o AMOR!


    Linda semana pra ti, minha amiga querida
    Bjão

    PS: cheguei e já estou retomando a nossa outra conversa, estou te mandando um email, ok?

    ResponderExcluir
  16. Lunna

    Ela nunca gostou de silêncio! E o Amor toca uma música tão suave...



    Bjks mil, caríssima!

    ResponderExcluir
  17. Leo

    Uma caixinha de música quebrada guarda o silêncio das palavras não ditas! Não existe melodia mais triste que esta!


    Obrigada por vir,
    Bj grande, meu amigo!

    ResponderExcluir
  18. Marlene


    Nada é por acaso, talvez agora ela descubra a música que o silêncio nunca pode tocar!


    Gosto quando me gostas!
    Bjão

    ResponderExcluir
  19. Oi, Dri


    Obrigada pelas palavras, sempre um incentivo para mim!


    Bjinhos, amiga!

    ResponderExcluir
  20. Rossana

    Muitas vezes a poesia só tem o significado para aquele que a escreveu, apesar de me encontrar em muitas poesias que leio!


    A magia deve fazer parte da vida, pelo menos na minha concepção ;))))



    Bom te ver aqui, minha amiga!
    Bjks

    ResponderExcluir
  21. é bom domingo de manhã acordar e ler belos textos que bom!

    ResponderExcluir

"Uma palavra caída
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
e une as terras mais distantes..."
(Cecília Meireles)

Que bons ventos te tragam mais vezes!