domingo, 8 de novembro de 2009

Figos cristalizados...





Ela faz doce de figo

despeja a tristeza e as frutas

todas no tacho

Raspa a colher de pau em círculos

Com a delicadeza de quem afaga

Voltas e voltas

também dá seu pensamento

o vapor quente que se desprende

é névoa fina embaçando a realidade

no movimento lento

lembra dos corpos fundidos

nas tardes mornas daquele novembro

perfeitas engrenagens

azeitadas em suor e saliva

aumenta o fogo

incendeiam-se

a pele nunca queima

acelera o ritmo

apura o doce

o aroma da fruta se desprende

seu cheiro a beija em silêncio

seus olhos a descascam inteira

sua boca faz trilha nos montes

suas mãos juram-se no infinito

o ponto final se aproxima

mexe o tacho com mais força e rapidez

mais e mais e mais

derretem-se em um só

transbordando-se pelas bordas

apaga o fogo

esfria o tacho

apronta o doce

em finos cristais de açúcar

passa cada figo

cada lembrança

cada arrepio

cada beijo

cada jura

passa também seu coração

cristalizando tudo

nos doces vidros da memória

(Wania)



40 comentários:

  1. eheheh...boa maneira de ensinar como se fazem.
    Resultado final: uma delícia! :)
    Beijinho

    ResponderExcluir
  2. Doces vidros da memória - que chave!

    ResponderExcluir
  3. Wania
    Que lindo este poema, entrei na cena completamente :)
    Adorei!

    Já ssistiu Como água para chocolate?
    "Ela faz doce de figo

    despeja a tristeza e as frutas

    todas no tacho"
    é lindo
    bj querida
    bom domigo açucarado pra vc!
    ;)

    ResponderExcluir
  4. Wania
    "Perfeitas engrenagens", no preparo desse doce de figos. Cristalizados como é a doçura das suas palavras.
    Gostei demais dos "seus olhos a descascam inteira" e segue em procedimentos sutis e uffa o doce fica pronto! finos cristais... achei hiper lindo! bravo !poetinha
    muitos doces abraços pra ti

    ResponderExcluir
  5. Que vontade de comer esses figos!
    Bjus

    ResponderExcluir


  6. "Com açúcar, com afeto,
    fiz seu doce predileto...

    Um doce Wania!

    ResponderExcluir
  7. Muito sensual esta preparação, o resultado ficou delicioso!
    Beijos e uma linda semana para você.

    ResponderExcluir
  8. Olaaaaaaaa minha querida
    Vim te dar um Abraço Bem Apertado
    Beijoooooooo

    ResponderExcluir
  9. Lindo, Wania!

    Só mesmo quem entendo do que é ser doce e poeta ao mesmo tempo, é capaz de desmembrar e compreender o poema!

    Maravilhoso!

    Parabéns, Amiga!

    Beijos

    Mirse

    ResponderExcluir
  10. Querida Wania,

    Que delícia, adoro doce de figo cristalizado... belo texto poético com lindas metáforas e muito apetitoso. Bj com carinho.

    ResponderExcluir
  11. Que receita maravilhosa!
    Nada melhor que experimentar para mais tarde saborear o doce sabor!
    Beijinho terno

    ResponderExcluir
  12. Muito significativo esse poema. A gente viaja nos figos, nas lembranças e se identifica logo. Lindo, Wania e bem construído. Beijo.

    ResponderExcluir
  13. wania:
    obrigado pela sua presença e comentário no texto da hercília fernandes sobre a minha poesia.
    romério

    ResponderExcluir
  14. Coração cristalizado. E foi-se tudo para o figo. Até que alguém novo apareça, então, traga a receita de um novo doce.

    Seus poemas não têm fórmula. Por isso são tão gostosos! Nada como uma receitinha preparada com intuição.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Ellen

    Ao final, AMBOS são uma delícia...rsrsrs!

    Obrigada amiga pela presença,
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Henrique

    Pena que existam alguns vidros em salmoura, mas talvez este contraponto é deixe os doces mais doces!

    Agradeço a visita,
    Bj carinhoso pra ti

    ResponderExcluir
  17. Gi, minha doce amiga!

    Agradeço as tuas palavras carinhosas de sempre e saiba, que fico feliz em saber que gostaste.

    Adoro este filme, é um dos meus preferidos, inclusive adoro Laura Esquivel a autora do livro que originou o filme. Escreve maravilhosamente bem!

    Uma semana very sweet para ti também,
    Bj enorme pra ti

    ResponderExcluir
  18. Lis

    Que doce este teu comentário, amei!
    Sem palavras para agradecer tanta ternura que recebo de ti, Amiga!

    Obrigada de coração!
    Bj imenso pra ti

    ResponderExcluir
  19. Bem vinda, Critin

    Os figos são, realmente apetitosos...rsrsrs!

    Obrigada pela visita e comentário.
    Porta sempre aberta pra ti,
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Que lindo, lindo poema, Wania!

    É a tua doçura em ponto certo,
    aprimorada pela arte poética de uma doceira
    em estado de graça!

    Como se das tuas palavras escorresse
    uma seiva de mel que cristalizasse
    em cada fruto que das tuas mãos sai!
    E do teu coração,
    viesse o aroma colhido em mil flores
    juntar-se em espirais ascendentes
    ao cheiro que impregnou todo o ar!
    E até os teus pensamentos
    saídos do olhar distante da memória
    tivessem sido capturados
    e revestissem de brilho e de cor
    o doce de figos que
    carinhosamente,
    delicadamente,
    nos colocaste na mesa.


    Definitivamente, és um doce!
    Beijo guloso.

    ResponderExcluir
  21. Tonho, querido!

    E sabe que eu adoro doce de figo...rsrsrs!!!

    Tuas palavras me adoçam...
    Bjão

    ResponderExcluir
  22. Maria Augusta

    Que bom que o resultado foi aprovado por ti, fico feliz!

    Agradeço a visita,
    Uma ótima semana pra ti tb!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  23. Bem vinda, Deusa

    Agradeço a visita e aproveito para retribuir o caloroso abraço!

    Desejo-te uma semana iluminada, amiga!
    Volte mais vezes,porta sempre aberta pra ti.
    Bjs

    ResponderExcluir
  24. Mirse querida!

    Lindo é o que tu escreve sobre a minha poesia, agradeço de coração pela leitura tão generosa. Adoro demais quando vens aqui!

    Obrigada, obrigada, obrigada!

    Um semana de LUZ e PAZ pra ti, Amiga,
    Bjão

    ResponderExcluir
  25. Úrsula

    Figo cristalizado é mesmo delicioso....rsrs, em todos os sentidos "lidos" aqui!!!!

    Obrigada pela palavras carinhosas de sempre, me faz muito bem te ver por aqui. Tua presença aqui me deixa tão feliz...

    Uma doce semana pra ti,
    Bjão

    ResponderExcluir
  26. Luísa

    A vida tem umas receitinhas deliciosas mesmo! Sigamos experimentando o doce que Ela nos reserva!!

    Obrigada pela visita e pelo carinho,


    Um ótima semana pra ti,
    Bjão, Amiga!

    ResponderExcluir
  27. Dri,

    E para gente que escreve, viajar nas palavras é o que mais fazemos por aí!

    Agradeço teu comentário e fico feliz em saber disso, sempre um incentivo forte, tão importante pra quem está começando como eu.

    Obrigada de coração,
    Bj carinhoso pra ti!

    ResponderExcluir
  28. Bem vindo, Romério

    Não precisa agradecer, tua poesia é linda mesmo e agradeço a Hercília a oportunidade de conhecê-lo.
    Obrigada a você, pela gentileza e pelo retorno!

    Vou te acompanhar mais de perto,

    Bjs

    ResponderExcluir
  29. Lara querida

    Era melhor ter o coração em calda, sinal que estava em uso...rsrsrs, com certeza!!!

    Gosto muuuito quando vens aqui, já fazes falta quando não te vejo! Teus comentários são sempre tão doces...

    Uma ótima semana pra ti,
    Bjão carinhoso

    ResponderExcluir
  30. Mário

    Como se das tuas palavras escorresse
    uma seiva de mel que cristalizasse
    em cada fruto que das tuas mãos sai!
    E do teu coração,
    viesse o aroma colhido em mil flores
    juntar-se em espirais ascendentes
    ao cheiro que impregnou todo o ar!
    E até os teus pensamentos
    saídos do olhar distante da memória
    tivessem sido capturados
    e revestissem de brilho e de cor
    o doce de figos que
    carinhosamente,
    delicadamente,
    nos colocaste na mesa
    .


    Doce é tu, como também são as palavras açucaradas que me diriges... estás me acostumando mal!!!!
    Sou formiguinha, adoro açucar!!!!!


    Amigo querido, faz tão pouco que te conheço mas já alimento um carinho grande por ti, sabia? Tb pudera, eu jamais deixaria toda esta atenção passar em branco... guardo cada palavra dentro do meu coração, junto com a de todos os amigos que compartilham deste meu espaço!

    Obrigada mais uma vez pela presença e pela ternura!

    Um beijão enoooorme pra matar a fome do teu beijo guloso....rsrs!
    Uma semana iluminada pra ti!

    ResponderExcluir
  31. Wania,

    Não podias ter escolhido fruta mais apetecível... a textura, o cheiro: verdadeira festa para os sentidos!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  32. Dalva

    Tb concordo, além do gosto que acho maravilhoso é um fruta muito sensual, ao meu ver! Uma verdadeira festa para os sentidos como tu bem disse...

    Obrigada pela visita e pelas palavras, Amiga!

    Um ótima semana pra ti,
    Bjão

    ResponderExcluir
  33. Olá...
    Confesso não gostar de doce de figo, mas impossível não saborear suas palavras... Entrelinhas de muitas cores... Voltarei mais vezes...
    Estrelas p/ você...

    ResponderExcluir
  34. Extrair beleza do ordinário:
    que poética, a tua, Wania!
    Parabéns!

    Um bjo. :)

    ResponderExcluir
  35. Eu fiquei com água na boca agora e água nos olhos pela emocao.

    beijos

    ResponderExcluir
  36. Wania,
    Levei uns minutos criando coragem (porque não gosto de comparar poemas, que é quase como escolher um entre os filhos) para dizer que este é o mais belo poema seu que já li.
    É ótimo, é genial mesmo.
    Parabéns!
    Beijos

    ResponderExcluir
  37. Georgia querida!!

    Obrigada pelas palavras carinhosas de sempre!
    Fico feliz em saber que gostaste!

    Bj grande pra ti!

    PS: já terminou as pinturas do quarto da Vivi?

    ResponderExcluir
  38. Aaaaiiii, Fred!


    Quanta honra, jura???
    Puxa, fico muito feliz de ouvir isso logo de ti que transborda sensibilidade...

    Amei! Obrigada de coração!

    Bj carinhoso pra ti

    ResponderExcluir
  39. Dos doces um dos que mais gosto. De teus poemas, o mais doce.

    beijos, querida.

    ResponderExcluir
  40. Mai amiga querida!!

    Eu tb adoro figo!!!!

    Fico contente em saber que este é o mais doce... tua opinião tem muito peso pra mim!
    Obrigada!

    Bjão

    ResponderExcluir

"Uma palavra caída
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
e une as terras mais distantes..."
(Cecília Meireles)

Que bons ventos te tragam mais vezes!