segunda-feira, 22 de março de 2010

[Sal]dade...



Salt of the Earth by favoritism on DevianART


Era mar...

[eu pensei que fosse]

Profundo era.

Cessou o vento.

Me vi sereia no espelho d’água...

[seria?]

De[cantei] todos

os meus versos naufragados

Só restou sal...

[eu pensei que fosse]

...mas era [sal]dade


(Wania)




37 comentários:

  1. super! adorei! voce é fantastica, as palavras, o visual e a a imagem e VOCE!!!!beijosssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Wania,

    Muito bom, o jogo de palavras ficou perfeito.

    Abraços e boa semana.

    ResponderExcluir
  3. Ah! O sal e sua simbologia, seus cristais, seu sabor, sua cor quando a umidade evapora.
    Você conseguiu resgatar de minha memória montinhos de sal.
    Sal e saudade - poesia de querer bem.
    beijos, Wânia

    ResponderExcluir
  4. oi Wania querida!!

    adoro entrelaçar
    palavras com voce
    beijo salgado quero dar
    na sua suave maré

    beijos doces!!

    ResponderExcluir
  5. Suas palavras são tão lindas. Sempre tem algo novo e diferente por aqui! :)

    ResponderExcluir
  6. Uma imagem que faz sentir "Saldade" Bastante criativo Wania. Delicia.

    Grato por sua visita e tb concordo contigo, gosto demais de nossa cidade mesmo sendo maltrada por alguns muitos.

    Beijo pra vc,

    Hod.

    ResponderExcluir
  7. http://seth-hades.blogspot.com/2010/03/selo-superior-scribbler-award.html

    ResponderExcluir
  8. Ahhhhh essa saudade, as vezes me encanta e me maltrata, mas, aqui é tão leve e tão doce nesse jogo de palavras!
    PERFEITO!
    bjs

    ResponderExcluir
  9. [a letra quando decantada como o melhor vinho, tem esta aparência, este aroma, este sabor... brindemos à poesia!]

    um imenso abraço, Wania

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  10. Uau! Que jogo de palavras... adorei!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Lindo, Wania!

    Saudade deveria ser com L mesmo. Aumenta a pressão, a angústia e grosso só faz mal ao coração.

    Uma beleza de construção poética!

    Beijos

    Mirse

    ResponderExcluir
  12. Ficaram somente as lágrimas sal gadas.

    Bjao

    ResponderExcluir
  13. Adorei, amiga! Suas formas poéticas são lindas.

    Beijo, ótima semana!

    ResponderExcluir
  14. wania,


    especialíssimo jogo de sílabas e intenções! você foi muito sensível ao perceber tantas possibilidades para as palavras que escolheu.

    um verso profundo e muito bem contruído.

    ficou maravilhoso!

    um beijo, querida.

    ResponderExcluir
  15. Lindo!

    Realço:

    "Me vi sereia no espelho d’água...
    [seria?]"

    ResponderExcluir
  16. Oi Wania querida,

    você brinca poeticamente com as palavras de um modo encantado e que prende o (a) leitor (a)... É sempre um prazer visitar seu cantinho adorável e como você escreveu lá no " Sempre Poesia", poder compartilhar do afeto, da amizade, nesta troca, nesta interaçao gostosa que a poesia nos permite, mesmo á distância. Te admiro muito como pessoa e poetisa. Bj no coração,

    Úrsula

    ResponderExcluir
  17. E essa saudade tão salgada? Cauteriza? Cicatriza? Conserva? Ou apenas corta?
    (sorrio).

    Achei lindo o conjunto. A foto, o poema, a sujestão...

    Parabéns e um abração do Jefhcardoso.

    ResponderExcluir
  18. Querida Myra...

    São teus olhos, amiga!
    Não sou pra tanto, mas agradeço de coração cada palavra tua, pode ter certeza!

    Bj grande pra ti

    ResponderExcluir
  19. Obrigada, Luciano

    Fico contente que goste assim...

    Bjssssssssssss

    ResponderExcluir
  20. Mai

    Quem não tem seus montinhos de SAL....dade decantados na memória, me diz?

    Obrigada por vir e comentar,
    Bjs

    ResponderExcluir
  21. BRaulio

    adoro entrelaçar
    palavras com voce
    beijo salgado quero dar
    na sua suave maré


    Eu tb gosto deste entrelaçamento que a poesia nos proprociona!
    Lindo verso, como sempre!

    Bjão

    ResponderExcluir
  22. Obrigada, Pri

    A gente tenta...

    Bjssssss

    ResponderExcluir
  23. Obrigada, Halley

    SAUdades de ti...

    Bjsssssss

    ResponderExcluir
  24. Francisco

    Grata pela lembrança do Encantaventos, o selinho está guardado no coração, junto com a nossa amizade.

    Bjs, amigo!

    ResponderExcluir
  25. É Marcinha...

    Às vezes SALdade, outras SAUdade!


    Obrigada pelo carinho de sempre,
    Bjinhos

    ResponderExcluir
  26. Leo

    TIM-TIM à poesia e às letras decantadas!

    Bjs, querido

    ResponderExcluir
  27. Cris

    Eu é que adorei saber disso...


    Thanks a lot!
    Kisses

    ResponderExcluir
  28. Mirse

    Tens toda razão, não tinha visto por este lado...rsrs!

    Obrigada pela presença amiga de sempre!
    SAUdade de ti...
    Bjssssssss

    ResponderExcluir
  29. BINGO, Georgia

    Ficaram somente as lágrimas sal gadas.


    Gosto quando vens aqui...
    Bjão carinhoso

    ResponderExcluir
  30. Obrigada, Larinha

    Eu adoro quando vens aqui, me alegra o dia!

    òtima semana pra ti tb...
    Bjsssssss

    ResponderExcluir
  31. Betina

    Nós gostamos de brincar com as palavras...


    Fico feliz que tenha apreciado, tuas palavras são sempre um vento a favor!
    Bjão, querida!

    ResponderExcluir
  32. Lidia

    Obrigada...
    Gosto quando me gostas!

    Bjão, amiga!

    ResponderExcluir
  33. Úrsula querida

    Tua opinião tem muito peso pra mim, agradeço de coração toda esta partilha!
    Esta admiração é recíproca, pode ter certeza!

    Bj grande pra ti!

    ResponderExcluir
  34. SAUve, Tonho!


    Obrigada pela presença sempre amiga!
    Bjão

    ResponderExcluir
  35. Jeferson

    Bem, eu espero que depois de cortar...ela cauterize e cicatrize!!!!
    As lágrimas doces, estas sim, podem ficam em conserva...rsrs!


    Bjão, querido!

    ResponderExcluir
  36. Ah, mas essa [sal]dade que nos confunde, nos intorpece, nos preenche, às vezes...
    Essa [sal]dade que, nem sempre, vem pra ficar, mas faz deveras uma grande mudança...
    Essa [sal]dade, na verdade, tão necessária pra todos nós..`.
    É uma necessidade nesse nosso mar...

    Lindo, lindo, lindo como sempre!

    ResponderExcluir

"Uma palavra caída
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
e une as terras mais distantes..."
(Cecília Meireles)

Que bons ventos te tragam mais vezes!