terça-feira, 14 de abril de 2009

Vamos brincar?


Ele gostou de tocar nas minhas palavras e quis me tocar.
Então, ele pediu para suas palavras quietas me chamarem.
Elas chegaram de mansinho, tocaram no meu ombro...
e sorriram para mim.
Quem resiste a um bando de palavras sorridentes
te convidando para brincar?
Entrei na roda.
Agora estamos nós dois de mãos dadas com as nossas palavras,
rodando meia volta e volta e meia...
E o que vai acontecer depois que eu disser um verso bem bonito?
Eu não sei, ninguém sabe...mas vou me entregar à esta ciranda,
já tinha me esquecido o quanto era bom brincar de roda!


2 comentários:

  1. Que delícia esse texto.
    Viajei nele...
    Bjão!

    Gil

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, amiga!
    E eu, tô ainda brincando...
    Um findi iluminado pra ti.
    Bjs.

    ResponderExcluir

"Uma palavra caída
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
e une as terras mais distantes..."
(Cecília Meireles)

Que bons ventos te tragam mais vezes!